I love my pets… Catty e Billie

Como já devem ter percebido eu adoro animais! Adoro cães, gatos, pássaros, peixes, cabritinhas… etc.

billie

Hoje quero dar-vos a conhecer a Catty e o Billie. Infelizmente nenhum dos dois está connosco pois foram “assassinados”. A Catty era a mãe do Billie. Gostava muito de ter uma foto dela mas com muita pena minha não tenho. Era uma boa gata, muito meiga. A Catty foi ferida durante um ataque que envolveu dois dálmatas. Os cães invadiram a minha casa e encurralaram-na. O prognóstico do veterinário foi o pior que se podia receber. Tive de a por a “dormir”.  Continuar a ler

Em boa companhia…

Nunca pensei que fosse tão gratificante ter a companhia de um pássaro. Claro que não é um pássaro qualquer, é um pássaro do amor. Mas não se deixem enganar pela designação, é que este, apesar de amoroso também é muito matreiro. Por falar em ser amoroso, não sei se é normal, se é até uma indicação da orientação sexual do pássaro, mas a verdade é que este só é amoroso com pessoas do sexo masculino, com as meninas ele, na maioria das vezes, é muito bravo…. excepto comigo.

BlueBlue, a trabalhar comigo*.

Beijinhos, beijinhos

* Trabalhar é como quem diz. Ele só queria brincar.

English Continuar a ler

Blue

Quem é o Blue? Blue é o agapornis domesticado da minha irmã. Já teve uma experiência de “quase-morte” quando um dos meus gatos – Tommy – decidiu fazer dele o jantar. Noutra ocasião dou-vos a conhecer o gato e mais sobre esta experiência que foi mais traumatizante para a minha irmã que para a vitima.

Imagem

Agora vamos ao pássaro. O Blue gosta muito de estar em cima do meu monitor, talvez por ser quentinho, e detesta que o incomodam. Portanto, sempre que alguém o tenta tirar de lá, contra a sua vontade, ele ataca. Um desses ataques foi filmado, vejam só.

Gostaram? Ainda bem. Agora façam like no video…

Beijinhos, beijinhos

Love my Pets… Puckie

A Puckie veio para nossa casa, há muito tempo atrás, em circunstâncias que não interessam para nada e foi recebida de braços abertos.

Faz algum tempo que a Puckie morreu, apesar de todos os esforços para a manter cá. Era uma cadela amorosa, brincalhona e muito educada, sem esquecer um excelente cão de guarda. Toda a gente gostava dela e adoravam quando ela corria atrás do próprio rabo… que maluca!

Imagem

Quem ama animais sabe as saudades que sentimos quando partem.

Beijinhos para a minha Puckie